Arquivo da Categoria "Cooperação e convênios"

Centro de Estudos Estadunidenses

Postado por INEST em 25/ago/2018 - Sem Comentários

No dia 31 de agosto será inaugurado o Centro de Estudos Estadunidenses (CEU).

A conferência inaugural será proferida pelo embaixador Alexandre Addor Neto, pesquisador do Núcleo de Estudos Estratégicos Avançados (NEA).

O evento contará ainda com a presença do Presidente da Brazil International Foundation, Aloysio Vasconcellos, também vinculado NEA.

A cerimônia  será realizada às 11h, na sala 604 da Faculdade de Administração, no Campus do Valonguinho.

 

Professores do INEST são selecionados para projetos do IPEA

Postado por INEST em 03/jul/2018 - Sem Comentários

Os professores Eurico de Lima Figueiredo, Luiz Pedone e Márcio Rocha foram selecionados para projetos estratégicos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Aprovados no edital 038/2018 do IPEA, eles farão pesquisa sobre  cuja temática é “Desafios da Nação II – Defesa Nacional”.

ABCP-Sudeste e INEST realizam Seminário sobre Direitas e Conservadorismo

Postado por INEST em 02/maio/2018 - Sem Comentários

No dia 25 de abril foi realizado no auditório do bloco P  o seminário Conservadorismos, Novas Direitas e Grupos insurgentes.

O seminário contou com a apresentação das pesquisas dos professores Alexandre Fuccille (UNESP), Esther Solano (UNIFESP), Felipe Borba (UNIRIO) e  Mara Telles (UFMG), e com a moderação do professor Eduardo Heleno.
A professora Mara Telles, da UFMG, deu início ao debate, apresentando pesquisa em que comparou os discursos presentes nos grupos de direita que foram às ruas entre 2013 e 2016 no Brasil com aqueles existentes no âmbito da União Europeia. Em seu trabalho, ela pontuou as características que assemelham e afastam esses movimentos e partidos.

A professora Esther Solano, baseada em entrevistas e pesquisa em redes sociais,  mostrou alguns aspectos que servem para ilustrar o perfil  do eleitorado brasileiro que tende atualmente a votar em partidos da direita.

O professor Felipe Borba por sua vez apresentou a pesquisa sobre a violência política, dando especial ênfase ao estado do Rio de Janeiro. Em seu trabalho, que ainda está em andamento , ele apurou dados relevantes que ajudam a explicar os casos de morte envolvendo políticos.

Finalizando o seminário, o professor Alexandre Fuccille trouxe uma série de reflexões sobre o papel dos militares na democracia, e  a interação da instituição castrense com os movimentos e partidos, sejam de direita ou esquerda. Fuccille também prescreveu ações que devem consideradas para a melhoria do controle civil objetivo sobre as Forças Armadas.

O evento, denominado Rodada ABCP  Sudeste – INEST , deu continuidade a uma série de debates realizados em março em São Paulo e organizados pela Regional Sudeste e pelo NEAM/PUC-SP.

A atividade em Niterói foi fruto de parceria entre a ABCP (Regional SE), representada pelos professores Mara Telles (diretora) e Felipe Borba (vice-diretor), e o INEST, representado pelo professor Eduardo Heleno. A organização contou com apoio do Programa de Pós Graduação em Estudos Estratégicos, do grupo de estudos sobre Política e Forças Armadas na América do Sul, dos tutores e monitores do curso de Relações Internacionais.

 

Núcleo de Estudos Sobre os Estados Unidos

Postado por INEST em 27/nov/2017 - Sem Comentários

Os professores Eurico de Lima Figueiredo e Vitelio Brustolin participaram de importantes eventos internacionais na Flórida. Ambos buscaram a consolidação do NUEST, Núcleo de Estudos sobre os Estados Unidos, que vai possibilitar o intercâmbio de alunos e professores entre o INEST/UFF e a Florida Atlantic University. Acompanhe abaixo as agendas e eventos dos quais ambos participaram:

Alunos do INEST participam de simulação das Nações Unidas na Aman

Postado por INEST em 18/nov/2017 - Sem Comentários

Doze alunos do curso de Relações Internacionais do Instituto de Estudos Estratégicos da Universidade Federal Fluminense participaram de uma simulação das Nações Unidas na Academia Militar das Agulhas Negras. Durante os dias 2 e 14 de novembro, os discentes do curso, junto com alunos de outras universidades, atuaram representando diplomatas na simulação de sessões o Conselho de Segurança e da Assembleia Geral das Nações Unidas.

A simulação teve como resultado final uma resolução que determinava o emprego de tropas das Nações Unidas em uma operação de paz e acabou sendo utilizada como base para o exercício operacional anual que reúne toda a Aman, conhecido como manobrão.

Para verificar a importância de temas ligados ao Direito Internacional  e sua aplicação no terreno, foram constituídos comitês de Direitos Humanos, refugiados e repatriados. Os universitários acompanharam algumas ações dos cadetes, simulando atuação como observadores das Nações Unidas.

Seis alunos se destacaram ao longo das atividades e receberam do comitê organizador um certificado de menção honrosa.

A atuação dos discentes do curso de RI do INEST/UFF e dos cadetes da AMAN simboliza o diálogo entre instituições civis e militares preconizado na Estratégia Nacional de Defesa e reforça o aprofundamento de estudo e pesquisa em temas conjuntos, como operações de paz, além de estimular a formação de pessoal civil e militar na área dos Estudos Estratégicos,  da Defesa e das Relações Internacionais.

Alunos do INEST visitam a Fragata Rademaker

Postado por INEST em 04/nov/2017 - Sem Comentários

Um grupo formado por 29 alunos da Graduação em Relações Internacionais do Instituto de Estudos Estratégicos da Universidade Federal Fluminense (INEST/UFF) visitou, no dia 31 de outubro último, a Fragata Rademaker (F-49), atracada no Complexo Naval do Mocanguê. Esta aula a bordo do navio versou sobre a Guerra das Malvinas, constando do programa da disciplina “Teoria e Análise dos Estudos Estratégicos – O Poder Naval na História “. A equipe de alunos foi recebida pelo comandante Gustavo Sant’ana Coutinho e pela tripulação da “Marca da Vida”, como é carinhosamente chamada por todos seus marinheiros.

Liderados pelo Professor da disciplina e Oficial de Marinha Alexandre Rocha Violante, os graduandos puderam conhecer um pouco da história da Fragata Rademaker. Construída em 1979 pelo estaleiro escocês Yarrow Shipbuilders Ltd, a ex-HMS (Her Majesty Ship – Navio de Sua Majestade) Battleaxe (F89) foi incorporado à Marinha do Reino Unido em 28 de março de 1980 e à Marinha do Brasil em 30 de abril de 1997. Trata-se de uma das 14 fragatas Type 22 construídas entre 1979 e 1983, que fizeram parte do força naval britânica. Boa parte desses navios permaneceram no serviço ativo de 1979 a 2011. O Brasil adquiriu quatro fragatas Type 22, a Greenhalgh (F-46), incorporada em 30 de junho de 1995, a Dodsworth (F-47), incorporada em 30 de agosto de 1996; Bosísio (F-48), incorporada em 30 de agosto de 1996; e a Rademaker (F-49), incorporada em 30 de abril de 1997.

Sob bandeira britânica, as fragatas Greenhalgh (na época chamada de Broadsword, F-88) e Dodsworth (então chamada Brilliant, F-90) participaram da Guerra das Malvinas, principalmente na cobertura antiaérea contra a aviação argentina – que teve papel de destaque no conflito. Os pilotos argentinos colocaram à prova, por muitas vezes, o planejamento tático-operacional britânico para a retomada das ilhas.

Atualmente, a fragata Rademaker se encontra em atividade e com uma tripulação em constante treinamento para realizar diversas comissões na costa brasileira, em defesa da Amazônia azul, bem como no exterior, estreitando os laços com as marinhas amigas, principalmente com aquelas pertencentes ao Atlântico Sul, por meio da diplomacia naval.
Entre 24 a 28 de julho último, ao sul da Ilha de Cabo Frio, no Rio de Janeiro, foi realizada a Operação MISSILEX 2017, onde o casco da ex- Fragata Bosísio foi afundado. Esta operação contou com lançamento de diversos equipamentos. Pela primeira vez uma Fragata da classe Greenhalgh – a Fragata Rademaker – lançou um míssil Exocet MM 40 de forma completamente integrada ao seu sistema de armas.

Convênio INEST – IHC

Postado por INEST em 01/nov/2017 - Sem Comentários

Memorando de entendimento do convênio entre o INEST-UFF e o Instituto de História Contemporânea, de Portugal, assinado em outubro, permitirá no futuro a formalização de projetos de pesquisa conjuntos e o intercâmbio de docentes e discentes com esta reconhecida instituição portuguesa. Na foto, representando o INEST, o professor Vagner Camilo Alves;representando IHC , o professor Pedro Aires Ribeiro da Cunha Oliveira.   Com esta iniciativa, o INEST aprofunda sua internacionalização, agregando nova porta para intercambio acadêmico.

Professores do INEST visitam o comando da Esquadra

Postado por INEST em 01/nov/2017 - Sem Comentários

No dia 30 de outubro, os professores Eurico de Lima Figueiredo, Eduardo Heleno e Thomas Heye e os mestrandos Rafael Laginha e Walter Maurício fizeram visita ao comando da Esquadra da Marinha brasileira. Eles foram recebidos pelo Vice-almirante Alípio Jorge Rodrigues da Silva, comandante da esquadra. Entre os temas do encontro, destaca-se a parceria em atividades de cooperação acadêmica e institucional. Também esteve presente na reunião o professor Francisco Eduardo Alves de Almeida, da Escola de Guerra Naval.  A Esquadra, sediada em Niterói,  concentra os navios e os demais meios da Marinha brasileira.

Pesquisadores do IESP apresentam o Atlas da Política Brasileira de Defesa

Postado por INEST em 12/set/2017 - Sem Comentários

No dia 12 de setembro, o INEST recebeu os professores Maria Regina Soares de Lima, Marianna Albuquerque, Murilo Gomes da Costa e Rubens Duarte e Rubens Duarte, do IESP. Eles apresentaram o Atlas da Política Brasileira de Defesa. O trabalho foi fruto do edital feito pela Cnpq e pelo ministério da Defesa e contou com a revisão do prof. Thiago Rodrigues.  Entre os pesquisadores, dois são formados em Relações Internacionais pelo INEST/UFF: Igor Acácio e Murilo Gomes da Costa. Além disso,  Marianna Albuquerque é professora colaboradora do INEST.

Pesquisadores do IESP apresentam o Atlas

Professores lecionam na AMAN e cadetes visitam o Instituto

Postado por INEST em 01/set/2017 - Sem Comentários

Os professores Eduardo Heleno e Vagner Camilo Alves lecionaram, entre os dias  21 de 25 de agosto,  curso especial de fundamentos dos Estudos Estratégicos e das Relações Internacionais para os cadetes do quarto ano da Academia Militar das Agulhas Negras. Ao longo de uma semana nas instalações da AMAN em Resende os docentes tiveram oportunidade de ministrar aulas sobre os mais diversos temas correlatos, como as teorias da guerra, as experiências a respeito do controle civil sobre os militares e as demandas das democracias contemporâneas a respeito da defesa e da segurança internacional.

 

Como parte das atividades de interação entre a AMAN e o INEST, na semana seguinte, um grupo de cadetes visitou o Instituto. Durante esse período, eles tiveram aulas com os professores Eurico de Lima Figueiredo, Luiz Pedone, Márcio Rocha, Vagner Camilo Alves e Vitélio Brustolin sobre a pauta da Defesa. A visita contou com a recepção de um grupo de monitores e tutores do curso de Relações Internacionais e do mestrado em Estudos Estratégicos.

Navio Patrulha Oceânico Amazonas

Postado por INEST em 20/jul/2017 - Sem Comentários

No dia 20 de julho, uma equipe composta por professores, mestrandos do PPGEST e alunos da graduação em Relações Internacionais do INEST visitou o Navio Patrulha Oceânico Amazonas. Eles foram recebidos pelo capitão de fragata Luiz Antônio, comandante do Amazonas e demais oficiais. A embarcação, produzida pelo Reino Unido e adquirida pela Marinha Brasileira em 2012, cumpre missões de busca e salvamento, entre outras.

Diretor do INEST recebe medalha do Exército

Postado por INEST em 22/abr/2017 - Sem Comentários

O diretor do INEST-UFF, professor Eurico de Lima de Figueiredo, recebeu, no dia 19 de abril, a medalha do Exército, em solenidade realizada na Escola de Comando e Estado Maior do Exército.

Notório Saber, Professor Titular e Emérito da UFF, sócio vitalício da Oxford Society, Eurico de Lima Figueiredo dedicou a maior parte de sua trajetória acadêmica aos Estudos Estratégicos, em especial às relações entre as Forças Armadas e a Sociedade no Brasil.

Foi presidente da Associação Brasileira de Estudos de Defesa entre os anos de 2008 a 2010. Além de diretor do INEST, Figueiredo é atualmente Membro do Conselho Consultivo do Instituto Meira Mattos (IMM-ECEME) e do Conselho Consultivo do Instituto Brasileiro de Estudos da Defesa (Instituto Pandiá Calógeras).

INEST recebe o presidente da ANPOCS, professor Fabiano dos Santos

Postado por INEST em 20/abr/2017 - Sem Comentários

No dia 13 de abril, o Instituto de Estudos de Estudos Estratégicos da Universidade Federal Fluminense recebeu a visita do prof. Fabiano dos Santos.

Ex-professor do departamento de Ciência Política da UFF, e atualmente docente do IESP – UERJ, Santos é presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais(ANPOCS).

Durante a visita, ele contou um pouco de sua trajetória na UFF e no IUPERJ (atual IESP), instituições onde lecionou contribuindo para a formação de inúmeros cientistas políticos, dos quais se incluem alguns professores do INEST.

Acompanhado dos docentes, ele assistiu palestra sobre o sistema INEST apresentada pelo diretor do Instituto, prof. Eurico de Lima Figueiredo.

Ao final, ele apresentou uma visão geral da ANPOCS, tradicional associação científica que desde o final da década de 1970 reúne pesquisas sobre os mais diversos temas das Ciências Sociais.

Acordo Florida Atlantic Uni­ver­sity e INEST

Postado por INEST em 26/jan/2017 - Sem Comentários

No dia 23 de janeiro, o prof. Emérito Eurico de Lima Figueiredo (foto), dire­tor do INEST, real­i­zou palestra na Florida Atlantic Uni­ver­sity (FAU). A apre­sen­tação teve como título Brazil: Past, Present and Future, descorti­nando o período com­preen­dido entre 1930 e os dias de hoje, iden­ti­f­i­cando cenários alter­na­tivos para o desen­volvi­mento do país até 2030. No dia ante­rior o pro­fes­sor par­ticipou de almoço com docentes do cole­giado da uni­ver­si­dade no restau­rante dos docentes da uni­ver­si­dade, seguida por reunião com a Chefe do Depar­ta­mento de Ciên­cia Política, Dra. Aimé Arias, o Dr. Steven Roper (Dire­tor Exec­u­tivo, Peace, Jus­tice and Human Rights Ini­tia­tive) e o Dr. Aloy­sio Vas­con­cel­los, (Pres­i­dente, Brazil Inter­na­tional Foun­da­tion). Os entendi­men­tos vis­aram o esta­b­elec­i­mento de um Cen­tro de Estu­dos Brasileiros na FAU e um Cen­tro de Estu­dos Estadunidenses, no INEST. A FAU, com 25 mil alunos, é uma uni­ver­si­dade estatal que fica próx­ima ao con­dado de Broward, local com a maior con­cen­tração de brasileiros nos Esta­dos Unidos.

Acordo IBED-​INEST

Postado por INEST em 23/jan/2017 - Sem Comentários

Após meses de con­ver­sas e entendi­men­tos entre a Direção do INEST e a Direção do Insti­tuto Brasileiro de Estu­dos da Defesa Pandiá Calógeras (IBED), mem­o­rando de entendi­mento, semel­hante ao já cel­e­brado com o King’s Col­lege do Reino Unido, dev­erá ser fir­mado no mês de fevereiro entre as duas insti­tu­ições. Através dele serão pos­síveis a parce­ria para a real­iza­ção de cur­sos à dis­tân­cia, sem­i­nários e cic­los de palestras, coedições de livros e mono­grafias, entre out­ros obje­tivos de inter­esse comum.

Dire­tor do INEST fará parte do Con­selho Con­sul­tivo do IBED/​MD

Postado por INEST em 20/jan/2017 - Sem Comentários

O pro­fes­sor Emérito Eurico de Lima Figueiredo foi con­vi­dado pelo min­istro da Defesa Raul Jung­mann para fazer parte do Con­selho Con­sul­tivo do Insti­tuto Brasileiro de Estu­dos da Defesa (Insti­tuto Pandiá Calógeras). Além do dire­tor do INEST, somente mais dois notáveis mere­ce­ram o mesmo con­vite: o ex-​ministro Nel­son Jobim e o embaix­ador Mar­cos Azam­buja. Os out­ros mem­bros têm rep­re­sen­tação insti­tu­cional das três forças, do Estado Maior Con­junto, da ESG, da ABED e da ABIMDE.

INEST recebe coman­dante da Eceme

Postado por INEST em 03/jan/2017 - Sem Comentários

visita eceme1

Os coro­néis De Fran­cis­cis, Ricardo, os pro­fes­sores Vagner Camilo e Eurico de Lima Figueiredo, o gen­eral Richard e o pro­fes­sor Eduardo Heleno (foto:Thiago Wer­neck Cunha)

No dia 22 de dezem­bro, o INEST rece­beu a visita do coman­dante da Escola de Comando e Estado Maior do Exército, gen­eral Richard Fer­nan­dez Nunes. A comi­tiva, com­posta pelos coro­néis De Fran­cis­cis e Ricardo, foi rece­bida pelo dire­tor do INEST, prof. Eurico de Lima Figueiredo e pelos pro­fes­sores Vagner Camilo Alves e Eduardo Heleno.

visita eceme 2

Prof. Eurico de Lima Figueiredo e o Gen. Richard

O encon­tro foi pau­tado pelas novas opor­tu­nidades de inter­cam­bio e coop­er­ação entre as duas insti­tu­ições de ensino para os próx­i­mos anos.

Alunos do INEST par­tic­i­pam de sim­u­lação das Nações Unidas na Aman

Postado por INEST em 21/nov/2016 - Sem Comentários

Estu­dantes da grad­u­ação em Relações Inter­na­cionais par­tic­i­param, entre os dias 5 e 8 de novem­bro, de uma sim­u­lação das Nações Unidas na Acad­e­mia Mil­i­tar das Agul­has Negras, em Resende.

aman1

A ativi­dade foi orga­ni­zada pela seção de Relações Inter­na­cionais da Aman e teve apoio direto do INEST.

A sim­u­lação teve como resul­tado final uma res­olução para mis­são de paz e deu iní­cio ao exer­cí­cio mil­i­tar real­izado na Aman anual­mente com os cadetes do ter­ceiro e quarto anos.

Ao longo dos qua­tro dias de par­tic­i­pação, alunos do INEST e cadetes da Aman tro­caram exper­iên­cias sobre suas áreas de for­mação.

Saiba como foi o III Encon­tro Brasileiro de Estu­dos Estratégi­cos e Relações Inter­na­cionais

Postado por INEST em 26/out/2016 - Sem Comentários

Saiba como foi o III Encon­tro Brasileiro de Estu­dos Estratégi­cos e Relações Inter­na­cionais
O III EBERI, real­izado entre os dias 17 e 20 de out­ubro, reuniu pesquisadores de uni­ver­si­dades, acad­e­mias e esco­las de altos estu­dos mil­itares do Brasil e do exte­rior. Sep­a­ramos os destaques do evento.
No dia 17
O dire­tor do Insti­tuto Pandiá Calógeras, Demétrio de Oliveira, par­ticipou da aber­tura do III EBERI. Sua exposição teve como tema as ações afir­ma­ti­vas para uma Política de Defesa Nacional. Em sua fala, Oliveira desta­cou mudanças no min­istério da Defesa em espe­cial a cri­ação do Insti­tuto Brasileiro de Estu­dos de Defesa — Pandiá Calógeras. Assi­nalou, entre out­ras ações afir­ma­ti­vas, a cri­ação da car­reira de anal­ista de Defesa no min­istério e a for­mação de um Pro­grama e Pós-​Graduação em Econo­mia da Defesa, com cur­sos de mestrado e doutorado, a serem real­iza­dos por meio de uma parce­ria entre o Insti­tuto e a Uni­ver­si­dade de Brasília. Além disso, fez refer­ên­cia a real­iza­ção de sem­i­nários em todo o Brasil sobre temas de Estu­dos Estratégi­cos em coop­er­ação com enti­dades acadêmi­cas e out­ros setores da sociedade civil, já a par­tir do fim deste ano.

IMG 6628

Demétrio Oliveira e a aluna Daiane Letícia

A palestra de aber­tura do EBERI foi pro­ferida pelo pro­fes­sor Eliézer Rizzo de Oliveira, da UNI­CAMP. Sua exposição apre­sen­tou os Desafios Atu­ais em Segu­rança e Defesa Nacional. Um dos aspec­tos ressalta­dos por Oliveira foi a per­cepção de inse­gu­rança nas grandes cidades, dev­ido às exper­iên­cias vivi­das e próx­i­mas rela­cionadas com a vio­lên­cia, seja ela crim­i­nal ou política.

IMG 6604

Os pro­fes­sores Eurico de Lima Figueiredo e Thomas Heye

Dia 18
O segundo dia do EBERI foi ini­ci­ado com os gru­pos de tra­balho (GTs) Geopolítica e Estu­dos Estratégi­cos (coor­de­nado pelo prof. André Varella), História Mil­i­tar (prof. Gabriel Pas­setti), Segu­rança Inter­na­cional (prof. Renato Petrochi).

1580190

GT de Geopolítica
Tam­bém tiveram iní­cio na manhã do dia 18 os mini-​cursos, com duração de três dias, apre­sen­ta­dos por pesquisadores con­vi­da­dos. Foram eles: a questão de gênero nas Forças Armadas (prof. Paulo Pereira, profª. Andrea Costa e profª. Clau­dia Antunes — UNIFA), o ter­ror­ismo no século XXI (prof. Mau­rí­cio Bruno de Sá), o Dire­ito Inter­na­cional e as Relações Inter­na­cionais (prof. Edson Medeiros Branco Luiz – Uni­granrio) e o nacional­ismo no mundo con­tem­porâ­neo (prof. Helid Raphael).
Fechando a primeira parte da jor­nada, houve o debate Desafios e Pro­gra­mas de Coop­er­ação em Defesa Brasil e Sué­cia, coor­de­nado pelo prof. Luiz Pedone e com par­tic­i­pação dos pro­fes­sores sue­cos Ulf Ham­mas­tröm (SAAB), Evert Vedung (Upsalla Uni­ver­sity), dos pro­fes­sores brasileiros Mau­rí­cio Pazini Brandão (ITA) e Mar­cos Bar­bi­eri (UNICAMP)

.IMG 6805

Os pro­fes­sores Gabriel Pas­setti, Marcelo Gullo, Beat­riz Bís­sio e Mon­ica Bruckmann

A tarde do dia 18 começou com a mesa Questões Políti­cas e Estratég­i­cas Con­tem­porâneas na América do Sul, com­posta pela pro­fes­sora uruguaia Beat­riz Bis­sio, a docente peru­ana Mon­ica Bruck­mann (ambas da UFRJ) e o pro­fes­sor argentino Marcelo Gullo (Uni­ver­si­dade de Lanús). A mod­er­ação coube ao prof. Gabriel Pas­setti.
Ao mesmo tempo teve iní­cio a 3ª Reunião de Coor­de­nadores e Rep­re­sen­tantes de Pro­gra­mas e Lin­has de Pesquisas em Estu­dos Estratégi­cos e Relações Inter­na­cionais. Rep­re­sen­taram o INEST e o PPGEST os pro­fes­sores Eurico de Lima Figueiredo, Eduardo Heleno e Már­cio Rocha. A Escola de Guerra Naval foi rep­re­sen­tada pela prof. Sab­rina Medeiros e a Uni­ver­si­dade da Força Aérea pelo prof. Paulo Pereira Leite.
Ao final da tarde, tiveram espaço os GTs Relações Civis e Mil­itares no Brasil Con­tem­porâ­neo (prof. Fred­erico Car­los de Sá Costa), Políti­cas Públi­cas de Defesa (prof. Luiz Pedone), Indús­tria de Defesa (prof. Alex Jobim), Segu­rança Inter­na­cional (prof. Vitélio Brus­tolin) e Guer­ras Africanas no Século XXI (prof. Jonuel Gonçalves).
Dia 19
A pro­gra­mação da manhã do ter­ceiro dia do EBERI con­tou com os GTs Geopolítica e Estu­dos Estratégi­cos (prof. André Varella), Teo­ria Política dos Estu­dos Estratégi­cos (prof. Vic­tor Lean­dro Chaves Gomes) e Soci­olo­gia Mil­i­tar (prof. Eduardo Heleno).
A ativi­dade foi seguida da mesa redonda Desafios e Pro­gra­mas de Coop­er­ação em Defesa Brasil e França. Mod­er­ada pelo prof. Alex Jobim, a mesa foi com­posta pelos pro­fes­sores Eduardo Brick (UFF-​Defesa), Leonam dos San­tos Guimarães (USP) e Marc Luchini, rep­re­sen­tante do grupo francês DCNS.
A jor­nada ves­per­tina começou com a mesa redonda comem­o­ra­tiva dos 30 anos de ativi­dades do Núcleo de Estu­dos Estratégi­cos da UFF. Mod­er­ado pelo prof. Thomas Heye, o debate con­tou com os relatos do prof. Eurico de Lima Figueiredo (fun­dador, junto ao prof. René Drei­fuss, do NEST) e do prof. Eduardo Brick.

IMG 7027

Prof. Marcelo Gullo, aluna Ingrid Motta e o prof. Eurico de Lima Figueiredo
Logo após, o prof. Marcelo Gullo, da Uni­ver­si­dade de Lanús, pale­strou na con­fer­ên­cia Teo­ria das Relações Inter­na­cionais: a neces­si­dade de uma per­spec­tiva crítica desde a per­ife­ria sulamer­i­cana.
Simul­tane­a­mente, foi real­izada a reunião téc­nica com equipes de pesquisadores do Brasil e da Sué­cia que avaliaram pro­je­tos rela­ciona­dos a políti­cas públi­cas de Defesa Nacional.
Fechando a pro­gra­mação do dia 19, teve iní­cio o mini-​curso Ciên­cia Tec­nolo­gia, Ino­vação e Defesa (prof. William Mor­eira, EGN) e foram apre­sen­ta­dos os GTs Cibernética, Defesa e Relações Inter­na­cionais (prof. Mar­cio Rocha), Econo­mia Política das Relações Inter­na­cionais (prof. Fer­nando Roberto), Teo­ria Política (prof. Thomas Heye) e Política Externa Brasileira (prof. Adri­ano de Freixo).
Dia 20
A manhã do último dia do EBERI con­tou com os cinco mini-​cursos e com os GTs História Mil­i­tar (prof. Gabriel Pas­setti) e Segu­rança Inter­na­cional (prof. Gabriel Pas­setti). As ativi­dades tiveram prossegui­mento com a mesa redonda A Coop­er­ação Civil-​Militar no Desen­volvi­mento do Pen­sa­mento Estratégico Brasileiro. Mod­er­ada pelo prof. Eurico de Lima Figueiredo, o debate con­tou a par­tic­i­pação do almi­rante Álvaro Mon­teiro, do Cen­tro de Estu­dos Estratégi­cos da Escola de Guerra Naval, do gen­eral João César Zam­bão da Silva, da Escola Supe­rior de Guerra, do brigadeiro Tirre Freire, da Uni­ver­si­dade da Força Aérea e do gen­eral Sér­gio Almeida, da Escola de Comando e Estado Maior do Exército.

IMG 7234a

Profs. Theoto­nio dos San­tos, Eurico de Lima Figueiredo e a aluna Luana Roque
O III EBERI encer­rou sua longa lista de ativi­dades com a con­fer­ên­cia Estu­dos Estratégi­cos e Segu­rança Inter­na­cional: questões atu­ais, min­istrada pelo prof. Theotônio dos San­tos Junior (UFF/​UERJ).

Cobertura do Simpósio Internacional Dois Séculos de Relações Internacionais

Postado por INEST em 19/maio/2016 - Sem Comentários

Ter­ceiro dia do Sim­pó­sio Dois Sécu­los de Relações Inter­amer­i­canas

Texto: Raquel Araújo de Jesus; Fotos: Mar­i­ana Guimarães e Urias Fernandes

Na tarde desta terça-​feira, 18 de maio de 2016, ocor­reu o ter­ceiro e último dia do Sim­pó­sio Inter­na­cional “Dois Sécu­los de Relações Inter­amer­i­canas”, no auditório do “Bloco E” da Uni­ver­si­dade Fed­eral Fluminense.

IMG 5236

A primeira Mesa Redonda, sob a coor­de­nação do Prof. Dr. Eduardo Heleno (INEST-​UFF), abor­dou o tema “Forças Armadas e Sociedade no século XXI”. O Prof. Dr. Celso Cas­tro, do CPDOC da Fun­dação Getúlio Var­gas, tra­tou sobre “A Amazô­nia no pen­sa­mento dos Mil­itares Brasileiros”. Cas­tro falou sobre a cen­tral­i­dade da região no imag­inário do Exército Brasileiro, prin­ci­pal­mente a par­tir da década de 1990. O Prof. Dr. Paulo Cunha, da Uni­ver­si­dade Estad­ual Paulista, abor­dou a temática “Mil­itares e a Sociedade na América Latina” e falou sobre tran­sição e democ­ra­cia no Brasil, Uruguai, Argentina e Chile. Na sequên­cia, o Prof. Dr. João Roberto Mar­tins Filho, da Uni­ver­si­dade Fed­eral de São Car­los, tra­tou sobre “As relações entre civis e mil­itares no Brasil” e a par­tic­i­pação dos mil­itares na política durante o período republicano.

IMG 5268

A segunda Mesa Redonda foi coor­de­nada pelo Prof. Dr. Vite­lio Mar­cos Brus­tolin (INEST-​UFF) e teve como tema “Mil­itares e a Defesa Inter­amer­i­cana no século XXI”. O Prof. Dr. Mar­cos José Bar­bi­eri Fer­reira, da Uni­ver­si­dade Estad­ual de Camp­inas, apre­sen­tou como temática a ser dis­cu­tida “A inserção da Base Indus­trial de Defesa Brasileira no con­texto inter­amer­i­cano no século XXI” abor­dando questões como gas­tos orça­men­tários em defesa na América e no mundo e pos­si­bil­i­dades de inte­gração inter­amer­i­cana em matéria de defesa. O Prof. Ms. Eduardo Oighen­stein Loureiro, da Uni­ver­si­dade Fed­eral Flu­mi­nense, trouxe como tema “O Brasil e o processo de lid­er­ança regional: o poder nacional e a pro­jeção inter­na­cional no pro­grama KC-​390” anal­isando a relevân­cia do pro­jeto empreen­dido pela EMBRAER na pro­jeção inter­na­cional do Brasil. Pos­te­ri­or­mente, o Embaix­ador Addor Neto, à con­vite do Prof. Dr. Vite­lio Mar­cos Brus­tolin, fazendo menção ao provér­bio latino Si vis pacem, para bel­lum, falou sobre a importân­cia da temática de Defesa Nacional no mundo contemporâneo.

Para encer­rar as ativi­dades do Sim­pó­sio, o Prof. Dr. Gabriel Pas­setti (INEST-​UFF) agrade­ceu o apoio insti­tu­cional da CAPES, da Uni­ver­si­dade Fed­eral Flu­mi­nense, do Insti­tuto de Estu­dos Estratégi­cos, da Fac­ul­dade de Econo­mia, do Pro­grama de Pós-​Graduação em Estu­dos Estratégi­cos, e dos demais pro­fes­sores e estu­dantes na real­iza­ção do evento que teve como intu­ito não ape­nas cel­e­brar os duzen­tos anos de relações inter­amer­i­canas, como tam­bém apre­sen­tar difer­entes for­mas de se pen­sar esta mesma questão. Em seguida, o Prof. Dr. Emérito Eurico de Lima Figueiredo, Dire­tor do Insti­tuto, agrade­ceu ao Prof. Pas­setti pelo esforço empreen­dido na real­iza­ção do evento e dis­cur­sou sobre o com­pro­misso que a comu­nidade acadêmica tem com o país.

Segundo dia do Sim­pó­sio Dois Sécu­los de Relações Inter­amer­i­canas

Pub­li­cado em Quarta, 18 Maio 2016 10:23Texto: Pedro Maués; Fotos: Mar­i­ana Guimarães e Urias Fernandes

O segundo dia do Sim­pó­sio Inter­na­cional Dois Sécu­los de Relações Inter­amer­i­canas começou com a mesa “O Brasil e as Améri­cas”, sob a coor­de­nação do Prof. Dr. Gabriel Pas­setti. O Prof. Dr. Luís Cláu­dio Vil­lafañe Gomes San­tos, do Insti­tuto Histórico e Geográ­fico Brasileiro, apre­sen­tou a comu­ni­cação “A con­strução do con­ceito de América do Sul pela diplo­ma­cia brasileira”, na qual fez um panorama do que a diplo­ma­cia brasileira tem enten­dido por “América do Sul”, do século XIX aos dias atu­ais. Em seguida, o Prof. Dr. Fran­cisco Dora­tioto, da Uni­ver­si­dade de Brasília, dis­cor­reu sobre a evolução da política brasileira na região do Rio do Prata, do Primeiro Reinado até o iní­cio do período repub­li­cano, em “A política do Brasil para o Rio da Prata no século XIX”.

IMG 5122

Luis Cláu­dio Vil­lafañe Gomes San­tos, Gabriel Pas­setti e Fran­cisco Doratioto.

A segunda mesa do dia foi coor­de­nada pelo Prof. Dr. Adri­ano de Freixo, e teve como tema “Relações inter­amer­i­canas no século XX”. O Prof. Dr. Alexan­dre Fortes, da Uni­ver­si­dade Fed­eral Rural do Rio de Janeiro, abriu a mesa com “A visão norte-​americana sobre a política tra­bal­hista brasileira durante a Segunda Guerra Mundial”, apre­sen­tando uma inves­ti­gação sobre a importân­cia estratég­ica do Brasil para os EUA na Segunda Guerra Mundial e seus efeitos na visão norteam­er­i­cana sobre a questão tra­bal­hista no Brasil. Na sequên­cia, Profa. Ms. Juliana Gagliardi de Araujo, da UFF, con­tribuiu com uma per­spec­tiva das Comu­ni­cações Soci­ais em “Imprensa em rede na América Latina: a Sociedade Inter­amer­i­cana de Imprensa e o Grupo de Diários América”, uma pesquisa sobre dois obje­tos pouco estu­da­dos, a Sociedade Inter­amer­i­cana de Imprensa (SIP), e o Grupo de Diários América (GDA), e seus papéis em deter­mi­na­dos pro­je­tos políti­cos de atores latino-​americanos e estadunidenses. Por fim, tive­mos a comu­ni­cação “Encon­tros e des­en­con­tros nas relações Brasil-​Argentina”, na qual a Profa. Dra. Miriam Gomes Saraiva, da Uni­ver­si­dade do Estado do Rio de Janeiro, nos apre­sen­tou uma visão panorâmica das relações entre Brasil e Argentina ao longo do século XX.

IMG 5147

Juliana Gagliardi, Adri­ano de Freixo, Alexan­dre Fortes e Miriam Gomes Saraiva

A jor­nada do Sim­pó­sio foi encer­rada com a con­fer­ên­cia “O Con­gresso do Panamá e os ensaios da união latino-​americana no século XIX”, do Prof. Dr. Ger­mán A. de la Reza, da Uni­ver­si­dad Autónoma Met­ro­pol­i­tana, no Méx­ico, na qual o pro­fes­sor fez uma análise histórica dos pro­je­tos de inte­gração entre os Esta­dos da América Latina a par­tir das independências.

IMG 5162

Ger­man de La Reza
O Sim­pó­sio, orga­ni­zado pelo Prof. Gabriel Pas­setti, conta com o apoio da Capes.

Copyright 2018 - STI - Todos os direitos reservados

Translate »