Simpósio Internacional Guerra Fria, entre o local ao global

Postado por INEST em 02/out/2017 - Sem Comentários

Durante os dias 25 e 28 de setembro foi realizado o Simpósio Internacional “Guerra Fria: entre o local e o global”.

 

A conferência de abertura foi ministrada pelo  professor Adriano de Freixo (INEST-UFF), que  falou sobre “A crise do Último Império: a Guerra Fria e as décadas finais do colonialismo português (1945-1975)”.  Logo depois, a mesa redonda: A América Latina e a Guerra Fria abordou três temas. A primeira exposição foi “Regimes militares do Cone Sul: propaganda anti comunista no contexto da Guerra Fria”, pela professora Maria Helena Rolim Capelato (USP). A segunda exposição foi realizada pela professora Samantha Viz Quadrat (UFF) sobre o tema “Os impactos do voo do Condor na ditadura e na democracia”. O último tema analisado pela mesa foi “Futebol e ditaduras na América do Sul: nacionalismo, cooperação e resistência” pela professora Lívia Gonçalves Magalhães (UFF). A última mesa redonda do primeiro dia do simpósio internacional foi “Políticas Externa e Interna do Brasil na Guerra Fria”. A mesa contou com três temas para debate: “Coexistência e competição: as narrativas de John Kennedy, Nikita Kruschev e San Tiago Dantas”, pelo professor Renato Petrocchi (INEST-UFF);  “Guerra Fria e os Militares: uma relação explosiva”, pelo professor Paulo Ribeiro Rodrigues Cunha (UNESP) e a  “A construção do Terceiro Mundo. A frente latina,o sistema multilateral e a Guerra Fria (1946-1954)”, realizada pelo professor Alexandre Moreli (FGV – CPDOC).

O segundo dia do simpósio abordou as duas superpotências. Mediada pelo prof. Vitelio Brustolin, a  mesa redonda :Os EUA e seu bloco contou com três temas. O professor Dennison de Oiveira (UFPR) falou  sobre ” Os EUA e o equilíbrio de poder na América Latina após a Segunda Guerra Mundial: a política de fornecimento de armas e munições para o continente no contexto do início da Guerra Fria”; a segunda análise “Caracterizando o terror e o contra terror: as narrativas e as propostas de neoconservadores e neoliberais para a Revolução Nicaraguense e a Guerra Civil em El Salvador nos anos 1980” foi apresentada pelo professor Roberto Moll Neto (Instituto Federal Fluminense) ; o professor Thaddeus Gregory Blanchette (UFRJ) trouxe  a temática “Atravessando um continente para Paz:The Great Peace March for Global Nuclear Disarmament, 1986”.  A mesa redonda: A URSS e seu bloco, mediada pelo professor Eduardo Heleno,  teve as apresentações das  professoras Elitza Lubenova Bachvarova (UFRJ), que falou sobre “A Polícia Política na Bulgária Socialista: Uma Máquina de Legitimação”; Ekaterina Volkova (UFF) que abordou a “Literatura de língua russa no século XX: russa, soviética ou antissoviética?”, e Thaiz Carvalho Senna (UFF) que mostrou sua pesquisa sobre a “A representação feminina como arma na Guerra Fria “.

O terceiro dia explorou a guerra fria na Ásia e na África.  A mesa redonda : “As Relações Internacionais após as descolonizações” contou com três apresentações. A professora Jacqueline Ventapane dissertou sobre “A última ‘guerra quente’ da Guerra Fria: as lutas de libertação de Angola na grande imprensa brasileira; o professor  Flávio Limoncic (UNIRIO) expôs sobre “A Guerra Fria no Oriente Médio”. Ao fim, a professora Beatriz Bissio (UFRJ) explicou “Bandung: o despertar do sul”.  A mesa redonda : “Guerra Fria na Ásia” contou com a apresentação “O Brasil e as repúblicas hemisféricas na Guerra da Coréia”, do professor Vágner Camilo Alves (INEST-UFF); com “A expansão das fronteiras econômicas dos Estados Unidos: o anticolonialismo imperial e a disputa pelo mercado chinês na interpretação historiográfica revisionista”, do professor  Flávio Alves Combat (DGEI-UFRJ) e, por fim, com “Construção da Memória do Camboja Pós Khmer Vermelho: O Testemunho no Cinema de Rithy Panh”, com a professora  Tanara Stuermer Ludwig.

No último dia, uma mesa dedicada aos avanços tecnológicos e outra, à historiografia, fecharam o evento. A última mesa redonda do evento tratou o tema “Inteligência, Defesa e Espionagem”. As contribuições ficaram por conta do professor Leandro Alberto de Paiva Siqueira (PUC-SP) que abordou sobre a “Corrida espacial e inteligência”. O professor Vitelio Brustolin(INEST-UFF/Columbia University) mostrou sua pesquisa sobre as “Transformações científicas e tecnológicas durante a Guerra Fria”, enquanto que o professor Henrique Fernandes Alvarez Vilas Porto (PPGEST-UFF) apresentou um painel sobre  “A Crise da Indústria Bélica Brasileira nas Décadas de 1980 e 1990”.  A Conferência de Encerramento, ministrada pelo professor Sidnei José Munhoz (UEM), trouxe o tema “Guerra Fria: origens,conceito e debates historiográficos”.

O Simpósio Internacional recebeu recursos da CAPES para a realização. A coordenação geral do evento coube ao professor Gabriel Passetti.  A organização contou com os professores Adriano de Freixo, Eduardo Heleno, José Manuel Gonçalves, Renato Petrocchi, Vágner Camilo Alves e Vitelio Marcos Brustolin. O comitê científico foi composto pelos professores Maria Ligia Coelho Prado (USP), Tereza Maria Spyer Dulci (UNILA),  Eurico de Lima Figueiredo,Fernando Roberto de Freitas Almeida e Thiago Moreira de Souza Rodrigues.

 

0 Comentários

Os comentários estão fechados.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Copyright ©2016 - UFF - STI - Todos os direitos reservados

Translate »